Introdução às Operações com Opções Binárias

Desde 2008, os profissionais e atores do mercado financeiro em todo o mundo estão falando das opções binárias como uma forma revolucionária de se operar ativos e derivativos. Suas excepcionais qualidades vieram para isto, e estão rompen­do barreiras para os investidores de todo o porte, dentro da arena financeira.

Esta introdução vai focar em demonstrar o básico das opções binárias e serve como introdução para o restante do livro, que vai fornecer uma grande quantidade de informação, estratégias e dicas para todos os investidores, sejam iniciantes, neófitos no mercado financeiro ou não.

Esta modalidade de instrumento financeiro, as opções binárias têm vindo a ganhar popularidade a partir do momento em que foram listadas na Chicago Board of Options Exchange (CBOE), em Julho de 2008. Até então, as opções binárias digitais eram negociadas ativamente no mercado over-the-counter, por investidores institucionais e grandes bancos de investimento. Portanto, foi de 2008 para cá, que as Opções Binárias, também chamadas de Opções digitais, passaram a alcançar os clientes do varejo do mercado financeiro.

Hoje, uma pessoa com pouco mais de 200 dólares, pode se registrar em uma corretora, e iniciar seu aprendizado ou suas operações de investimento, se já tiver alguma experiência com o mercado financeiro.

Feita esta explanação inicial histórica, iremos passar a fazer, primeiramente, uma breve digressão do que exatamente são as Opções Binárias.

O QUE SÃO OPÇÕES BINÁRIAS?

Ao nosso ver, os responsáveis por nominar tais opções, brincaram um pouco com sua denominação, quando começaram as chamar de Opções Binárias ou Opções Digitais.

O porquê de serem chamadas de Opções Binárias fica fácil de entender, mesmo para quem não tenha a menor noção de conceitos de informática; na informática, utiliza-se um sistema de comunicação de dados chamado de sistema binário, pois neste sistema utiliza-se somente o 0(zero) e o 1(um); analogamente o termo pode se aplicar a estas Opções, quais sejam as Binárias, uma vez que quando se pretende iniciar uma operação com elas, temos duas possibilidades de escolha do tipo de Opção; a CALL e a PUT.

Apesar de quê, quando tratamos de operações com Opções de Vanilla, encontramos também estes dois tipos de Opções. CALL (opção de compra) e PUT (opção de venda). No caso das Opções de Vanilla, temos variadas estratégias para se montar uma operação financeira, mas esta não é o escopo deste trabalho, portanto não trataremos delas aqui.

Somente para esclarecer, opções de vanilla, são as opções derivativas, das ações de companhias listadas em bolsa de valores, que são negociadas neste mercado; não têm relação alguma com as opções binárias.

Então, chamamos de Opções Binárias, simplesmente, por que quando vamos iniciar uma operação, basicamente temos duas direções somente para seguir comprando as opções: se acreditamos que o ativo irá subir acima do ponto onde iniciamos a operação, compramos uma opção CALL, com vencimento para determinada hora/minuto. Se acreditamos que o ativo vá descer abaixo do ponto onde iremos iniciar nossa operação, compramos uma opção PUT.

Felizmente o fato de sabermos ou não o porquê de serem chamadas de Opções Digitais, não vai fazer diferença na continuidade deste trabalho e tampouco fará diferença nas operações de quem se propuser a trabalhar com elas. Mas, somente no que se refere à denominação; mais a frente iremos aprender que um dígito a mais ou a menos na cadeia de números demonstrativos dos preços dos ativos expostos em qualquer plataforma gráfica que receba estes dados, fará toda a diferença no resultado final da operação. Talvez seja por isto que este tipo de Opção também venha a ser chamado de Opção Digital. Neste caso, o dígito faz uma enorme diferença. 

 

Um comentário em:
OPÇÕES BINÁRIAS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Faça parte de NOSSA LISTA VIP!
Pepperstone Group Limited